HÁ PESSOAS QUE NÃO TÊM NINGUÉM E A DOENÇA NÃO AS DEIXA SAIR DE CASA.

Apoie este projecto para que possamos voltar ao encontro de quem já não consegue sair de casa, devido à situação de incapacidade motora provocada pela Esclerose Múltipla.

No último Natal, a SPEM – Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla, IPSS. foi vítima do furto de um carro, em Lisboa, na sua sede nacional.

Esta viatura servia de apoio a um  projecto que levava uma equipe técnica na área da assistência social e voluntários ao encontro de pessoas em situação de isolamento social, resultante da evolução da doença, na afectação motora; não sendo, por isso, uma viatura adaptada e para além disso, servia para os voluntários do grupo Energias Múltiplas,  realizarem o projeto 12Meses, 12 Pessoas Felizes, que visa, visitar (promover momentos de alegria) a portadores de Esclerose Múltipla que vivem em zonas do concelho de Lisboa, isolados.

Sobre o promotor

A SPEM – Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla, IPSS.  tem como missão contribuir para a melhoria das condições de vida dos portadores de Esclerose Múltipla e das pessoas que com eles convivem. Neste âmbito, a SPEM desenvolve a sua actividade em distintas mas complementares áreas de acção. Por um lado, intervém junto dos poderes públicos e organismos competentes, especialmente nas áreas da saúde e social, no sentido da maior eficiência na divulgação da informação pertinente sobre a patologia e o acesso às respectivas terapias. Por outro, presta apoio integrado e multidisciplinar, através de serviços especializados e de referência, como o Centro Actividades Ocupacionais (CAO), a Unidade de Neuro-reabilitação, o Apoio Domiciliário, as Consultas de Psicologia, o Serviço Informativo Social e o Aconselhamento Jurídico.

[foogallery id=”3153″]

Orçamento e prazos

O nosso orçamento, para aquisição de um veículo, é de €16.200 e esperamos conseguir este valor, até ao fim do Verão (desde Janeiro, uma das nossas missões, está comprometida).

Ajude-nos através do PPL aqui neste link HÁ PESSOAS QUE NÃO TÊM NINGUÉM E A DOENÇA NÃO AS DEIXA SAIR DE CASA.