Espaço Urbano Turismo

Lisboa . . . Fashion . . .

Adoro viajar, mas Lisboa é sempre aquele canto e recanto da minha alma, do meu respirar, do seu ser, que não me canso de fotografar, seja com dias mais coloridos, seja com dias mais cinzentos, é Lisboa.

Restauradores, o meu coração, o coração da cidade, onde tudo converge no meio de uma cidade com os seu edifícios, carregados de história de gerações até ás entranhas.

Corredores onde nos perdemos, com ligações entrelaçadas por ruas e ruelas de carro, a pé ou de tuk-tuk.

Avenidas fabulosas, verdes, arejadas com passeios de nos perdermos pela calçada portuguesa, património mundial único, obra de artistas incógnitos, que deixaram o seu suor, lágrimas e sangue, na história desta cidade maravilhosa.

O Majestoso Marquês de Pombal, grande senhor da arquitectura da cidade, a baixa pombalina, que fascina os turistas, pelo respirar de tanta e rica história de séculos perdidos, em cantos e recantos da cidade, no virar de cada esquina, ouve-se a voz de tantos incógnitos que deixaram a sua marca.

Modernismo, a evolução de uma cidade em movimento, com mudanças provocadas por incógnitos que passam por Lisboa, em trabalho ou em lazer.

Símbolos do passado de revoluções, mas que hoje se perpetuam na história desta majestosa cidade.

Perdidamente apaixonado pela minha cidade, o meu coração, o meu ser, o meu respirar, as minhas entranhas . . . Eu . . .

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

pt Português
X
%d bloggers like this: